“Casa Grande & Senzala”: o injustiçado Gilberto Freyre

Por Rodrigo Constantino

Por Lucas Berlanza, publicado pelo Instituto Liberal

O pernambucano Gilberto Freyre (1900-1987) é um nome praticamente inquestionável entre quem trava contato com as Humanidades e estudos sociais no Brasil. Quase não há quem não reconheça seu clássico Casa Grande & Senzala (1933) como uma obra-referência do pensamento brasileiro, ainda que sem endossar plenamente suas análises e teorias.

Trata-se de um feito a ser celebrado, já que Freyre se une ao dramaturgo e cronista … Leia mais →


You may also like...