Até que ponto deve ir a reação contra o politicamente correto?

Por Rodrigo Constantino

Vamos aos fatos: vivemos na era do asfixiante politicamente correto, da “marcha das minorias oprimidas”, da “revolução das vítimas”, em que os “fracos e oprimidos” nunca tiveram tanta força e poder. Diante disso, há um duplo padrão hipócrita insuportável no mundo, especialmente na bolha “progressista”, que aderiu com paixão a esse ambiente – o que digo? – que ajudou a criá-lo!

Como reação a essas bandeiras todas que têm como denominador comum o ódio ao legado da civiliza… Leia mais →


You may also like...