O que são os organogramas e por que eles são importantes?

O organograma de uma empresa é responsável por ilustrar sua estrutura organizacional. Ele é uma importante parte da organização estratégica, pois define responsabilidades e limites, deixando mais clara toda a hierarquia entre os departamentos. O organograma é, basicamente, a “planta” da corporação.

Esse recurso tem sido bastante usado com a intenção de deixar mais diretos todos os processos, a fim de esclarecer dúvidas de clientes, parceiros e fornecedores. Ao produzir organogramas, é possível visualizar melhor os cargos, os setores e a comunicação entre eles.

Existem variados tipos de organogramas e a escolha do melhor modelo para representar o seu negócio vai depender de alguns aspectos. Geralmente eles são mais utilizados em empresas de maior porte, pois, nas menores, é mais viável conhecer todas os setores e suas funções.

Neste post separamos 5 fatos que demonstram o porquê dos organogramas serem tão importantes. Confira!

Demonstrar a estrutura da empresa para funcionários

Em uma empresa com muitos funcionários, é pouco provável que eles conheçam os processos da organização por completo. Ao ilustrar essas estruturas, todos podem compreender melhor o próprio papel, o dos colegas e também o dos demais setores. Isso auxilia no senso de pertencimento do funcionário, que precisa de um propósito para trabalhar mais motivado e ter a real intenção de contribuir para que o negócio cresça.

Estabilizar a estrutura da organização

Uma das dificuldades dos dirigentes de grandes empresas é o ruído comunicacional gerado por conflitos entre as partes competentes em um projeto ou em uma área. Ele pode afetar diretamente a cultura organizacional do seu empreendimento, gerando informações e/ou valores falsos que corrompem a instituição internamente.

Se houver organogramas com todas as competências e hierarquias, esses conflitos entre dirigentes e departamentos certamente vão diminuir, causando mais estabilidade. Mas isso resulta em um risco: trazer rigidez à estrutura pode dificultar em momentos de rápida necessidade de readaptação ao cenário — por exemplo, uma grande inovação lançada pelo concorrente, uma crise econômica, uma crise de imagem etc.

Para que isso não ocorra, essa ferramenta não pode ser vista como a última e definitiva forma organizacional que seu negócio terá. Toda empresa deve otimizar suas estruturas de acordo com a atualização das variáveis ao redor e de dentro da própria organização.

Analisar o que não está funcionando na estrutura

A elaboração de organogramas dá lugar a análises mais reais do que não faz sentido ou das complexidades da estrutura, possibilitando, portanto, a eliminação desses pontos negativos. Quando não se tem uma forma definida, é mais fácil ignorar as deficiências e ainda minar a proatividade de quem quer realmente resolver um problema. Identificar os processos não saudáveis dentro de uma organização é um importante passo.

Implantar uma cultura de proatividade

Um dos grandes perigos das grandes empresas é que ela se torne burocrática demais. Isso traz um crescimento lento, baixo grau de inovação, mais demora em resoluções simples e o processo acaba se tornando irracional. Por isso, é muito importante que exista proatividade em uma estrutura complexa.

Ao centralizar todas as informações em um lugar apenas, acaba sendo mais fácil visualizar quais áreas da empresa estão tendo prioridade na realização de tarefas ou qual departamento retém mais funcionários que o necessário. Identificar quem é o responsável por cada função pode auxiliar também, pois a comunicação é mais eficiente quando sabemos com quem falar para finalizar uma tarefa

Associado a isso, uma cultura proativa é fomentada pela escolha de intraempreendedores ou de empreendedores corporativos.

Apresentar melhor uma ideia em uma proposta de negócio

No momento de apresentar seu negócio para algum investidor ou patrocinador, é muito importante que você mostre a estrutura da empresa para que ele possa visualizar como você atinge seus resultados e qual é a saúde do seu negócio. Isso é uma forma transparente e um ponto positivo no momento de conseguir um grande investimento ou o fechamento de uma proposta de negócio estratégica, como a fusão da sua empresa.

Entendeu bem como elaborar organogramas pode ajudar a sua empresa? Quer ficar por dentro de mais dicas sobre como obter sucesso nos seus negócios? Então confira este conteúdo!

The post O que são os organogramas e por que eles são importantes? appeared first on Saia do Lugar.


You may also like...