Na filha dos outros é refresco, né, Marco Aurélio

Na filha dos outros é refresco, né, Marco Aurélio

“O clamor social surge como elemento neutro, insuficiente a respaldar a preventiva. Por fim, colocou-se em segundo plano o fato de o paciente ser primário e possuir bons antecedentes. Tem-se a insubsistência das premissas lançadas. A esta altura, sem culpa formada, o paciente está preso há 6 anos e 7 meses. Nada, absolutamente nada, justifica tal fato.”

O post Na filha dos outros é refresco, né, Marco Aurélio apareceu primeiro em Opinião Sem Medo!.

You may also like...