O STF não errou; tampouco fez justiça

O STF não errou; tampouco fez justiça

Surge, então, a tese jurídica do “princípio da reserva do possível”, na qual as políticas públicas estão vinculadas a disponibilidade de recursos financeiros. Neste diapasão, entendo inconcebível indenizar presos, sem antes atender os anseios dos cidadãos de bem, vítimas dos encarcerados.

O post O STF não errou; tampouco fez justiça apareceu primeiro em Opinião Sem Medo!.

You may also like...